Buscar

INE publica Balança Alimentar Portuguesa 2016-2020

Publicação destaca consumo excessivo do grupo da carne, pescado e ovos, por contraste com a menor disponibilidade de frutos e hortícolas



O Instituto Nacional de Estatística publicou recentemente a edição 2016-2020 da Balança Alimentar Portuguesa (BAP). Este instrumento de natureza estatística tem como objetivo mapear o consumo alimentar do ponto de vista da oferta dos alimentos, mostrando a evolução dos padrões alimentares dos portugueses ao longo dos anos.


Face ao período anterior (2012-2015), é destacado o aumento de 8,7% nas disponibilidades de carne, atingindo 229,8 g/hab/dia (83,9 kg/hab/ano). O contributo

calórico médio diário das carnes por habitante (428,6 kcal) representou mais de quatro vezes o total das calorias recomendadas pela Roda dos Alimentos para o grupo Carne, Pescado e Ovos e para uma dieta média de 2000 kcal.


Na publicação refere-se ainda que foi no grupo da Carne, Pescado e Ovos que se verificou o maior desvio por excesso face às recomendações nacionais, representando um desvio de 11,9 pontos percentuais. Por outro lado, assinala-se um défice no consumo quer de Frutos, quer de Hortícolas, representando uma divergência na ordem dos 4,7 e 8,6 pontos percentuais, respetivamente.


Para consultar a publicação na íntegra visite a página do INE.


Por: Equipa Sustainmeals