top of page
Buscar

Novo estudo mostra formas de promover práticas alimentares mais saudáveis e sustentáveis

O trabalho de revisão sistemática reuniu dados de mais de 200 publicações científicas com o objetivo de informar futuras intervenções em contextos de refeição coletiva.


Os contextos de refeição coletiva, como cantinas ou restaurantes, podem ser lugares importantes para a mudança de práticas alimentares. Apesar do número crescente de intervenções que procuram mobilizar estes espaços para a promoção de uma alimentação mais saudável e sustentável, ainda pouco se sabe sobre as formas de intervenção mais eficazes para estes contextos.


“Estes lugares servem uma porção muito significativa de refeições diariamente e desse modo todas as mudanças que se operem nestes espaços têm o potencial de influenciar um grande número pessoas” – explica João Graça, um dos investigadores responsáveis pelo estudo. Neste trabalho foram compilados dados de 232 publicações científicas que promoveram intervenções para a promoção de práticas alimentares mais saudáveis e sustentáveis.


Desta revisão de mais de quatro décadas de investigação resultou uma sistematização de estratégias de intervenção baseadas na evidência. “Com base na informação recolhida, identificámos mais de duas dezenas de estratégias de intervenção que envolveram mudanças em termos do ambiente físico e do contexto social, assim como outras mais focadas no indivíduo, tais como aquelas que apostam em transmitir conhecimentos, competências ou estratégias de mudança do próprio comportamento” – conclui o investigador.


Este trabalho de revisão agora publicado na revista científica Appetite disponibiliza acesso livre a todos os dados recolhidos com o objetivo de informar a futura investigação nesta área. Para audiências interessadas numa leitura aplicada destes dados, está também disponível um Toolkit gratuito para apoiar o desenho e implementação de intervenções em contextos de refeição coletiva.

Comentarios


bottom of page